Últimas

Semas atende denúncia de abandono de idoso em Ji-Paraná


A equipe do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), da Prefeitura de Ji-Paraná, realizou diligência ontem (16) para apurar denúncia de abandono de um idoso na cidade. Ao chegar na localidade, a equipe constatou que o  senhor de 68 anos estava vivendo em situação de vulnerabilidade, sem condições de higiene e alimentação em uma casa precária, localizada na área rural de Ji-Paraná.

Os profissionais da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), constataram ainda que senhor estava com o estado psicológico alterado, sendo necessário acompanhado pelo psicólogo Guilherme Sansaloni e a assistente social Giselia Mendes de Souza, que fazem parte da equipe do CRAS Morar Melhor.

O psicólogo Guilherme Sansaloni explicou que a situação do idoso era muito difícil, pois ele não tem documentação e nem contato com a família. "Investigamos e soubemos que ele não tem filhos e nunca foi casado. Depois que os pais faleceram, ele não teve mais contato com os irmãos e vive sozinho numa situação de desnutrição. O idoso estava fraco e com a lucidez afetada. Inclusive, verificamos que ele estava tomando remédio de maneira errada, inclusive medicamento usado em animais, por não ter condição de administrar o uso correto da medicação", explicou o psicólogo.

Foram encontrados cachorros e gatos no local, que estavam desnutridos. Eles foram recolhidos pela ONG Amparo Animal. Diante da constatação a Semas fez parceria com o Lar do Idoso Aurélio Bernardi e encaminhou o idoso para que tenha condição digna de alimentação e alojamento. O idoso será acompanhado e mantido no local.

Assessoria