Últimas

Ji-Paraná: principal recomendação é evitar aglomerações


A Prefeitura de Ji-Paraná está recomendando aos moradores que evitem aglomerações, saindo de casa apenas para as ações essenciais, como trabalhar e fazer compras, este último de preferência sozinho ou com apenas um acompanhante, contendo a grande concentração de pessoas em mercados e feiras livres. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), essas medidas devem ser tomadas para tentar barrar a contaminação pelo novo coronavírus (Covid-19). A prefeitura também reforçou o pedido para que as pessoas façam, várias vezes ao dia, a higienização  das mãos. Evitar a disseminação do vírus depende diretamente do comportamento individual e coletivo das pessoas.

Na terça-feira (17), o município já havia anunciado uma série de medidas de emergência para evitar a disseminação do Covid-19. Entre as determinações, estão a suspensão das aulas da rede municipal de ensino e de cursos e oficinas, geridos pela Fundação Cultural de Ji-Paraná (FCJP) ou pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas).

Eventos esportivos, artísticos, culturais, políticos, científicos e religiosos também estão suspenso. A Semusa também cancelou as visitas, incluindo as de cunho religioso, no ambiente do Hospital Municipal Dr. Claudionor Couto Roriz, liberando apenas a presença de acompanhantes de pacientes internos e em observação.

Conforme a Prefeitura Municipal, por se tratar de um local com prestação de serviço essencial, comercialização de gêneros alimentícios, o Feirão do Produtor Rural continuará funcionando. Entretanto, está sendo monitorado e caso a população não atenda as recomendações de utilizarem o local apenas em situação de necessidade, as atividades no Feirão e nas Feiras livres poderão ser suspensas.

A recomendação, neste caso, é de que os moradores evitem ir ao Feirão em horários de pico e buscar ir sozinho para realizar suas compras. As idas ao Complexo Cultural Beira Rio Cultural, reinaugurado recentemente, também devem ser evitadas, para prevenir a população da exposição ao vírus do Covid-19.

A prefeitura informou que essas ações devem ser tomadas agora, para evitar medidas drásticas no futuro, como ocorreu na cidade de São Paulo (SP), onde a prefeitura local proibiu o funcionamento do comércio .

Assessoria