Últimas

Secretários escolares recebem capacitação sobre atualização do cartão de vacina


Nesta quarta-feira (4), secretários das escolas municipais e estaduais de Ji-Paraná participaram de uma capacitação sobre como checar o cartão de vacina dos alunos, no ato da matrícula. A apresentação do cartão de vacina tem o objetivo de incentivar a imunização das crianças e adolescentes.

A superintendente de gestão da Secretaria Municipal de Educação, Ana Martins Papa, explicou que a capacitação foi um pedido do Ministério Público, por conta da preocupação em aumentar a cobertura de imunização em Ji-Paraná. É que muitos responsáveis têm deixado de levar as crianças ou adolescentes até uma Unidade Básica de Saúde para receber vacinas importantes contra a poliomielite, sarampo, rubéola, tétano e coqueluche, por exemplo. Com a apresentação do cartão de vacina o profissional da escola ao realizar a matrícula poderá orientar os responsáveis pela criança quanto a importância das imunizações.

“O Ministério Público pediu o apoio da secretaria de educação do município e do Estado para tentar entender como está o cartão de vacina das crianças. Mas os secretários não tinham conhecimento suficiente para verificar se o cartão está atualizado ou não. Por isso, convidamos a equipe de imunização da Secretaria Municipal de Saúde para que orientem os profissionais das escolas”, acrescentou a superintendente de gestão.

O diretor do setor de imunização da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), Rafael Araújo, orientou os profissionais sobre o Calendário Nacional de Vacinação e como identificar se o cartão da criança ou adolescente está completo com todas as doses previstas para cada idade.

“A maioria das vacinas disponíveis no Calendário é destinada a crianças. São 15 vacinas, aplicadas antes dos 10 anos de idade. Para vacinar, basta levar a criança a uma Unidade com o cartão da criança. Cada dose deve ser aplicada na idade recomendada. Mas se perdeu o prazo para alguma vacina é importante voltar à unidade de saúde para atualizar a caderneta”, explicou.

O secretário da escola municipal Parque dos Pioneiros, Josenir Bitencourt, participou da capacitação e considerou muito importante. “Nós temos esta demanda nas escolas. Precisamos exigir a carteira de vacina para realizar a matrícula e nem sempre conseguimos entender quais vacinas estão faltando. Com esta orientação, ficará mais fácil orientar os pais para que procurem uma unidade de saúde para atualizar o cartão”, disse.

É importante lembrar que o Calendário de Vacinação contempla não só as crianças, mas também adolescentes, adultos, idosos, gestantes e povos indígenas. Ao todo, são disponibilizadas 19 vacinas para mais de 20 doenças, que devem ser tomadas ao longo da vida, de acordo com a idade.

“É melhor prevenir do que remediar. Sabemos que muitas doenças comuns no Brasil e no mundo deixaram de ser um problema de saúde pública por causa da vacinação massiva da população. Não podemos perder esse controle. Precisamos imunizar a todos, principalmente as crianças”, finalizou Rafael Araújo.

Decom