Últimas

Câmara de Ji-Paraná homenageia pastores evangélicos

A Câmara Municipal de Ji-Paraná (CMJP) promoveu, na quinta-feira (13), sessão solene para homenagear pastores evangélicos. As moções de aplausos a 56 líderes religiosos foram propostas pelo 1º vice-presidente da CMJP, vereador Joaquim Teixeira (MDB).

“Foi um dia muito especial para mim e para dezenas de pastores de diversas denominações de nossa cidade ligados à Convenção Nacional das Igrejas Unidas de Deus do Brasil (CNIUDB), que tiveram seus trabalhos reconhecidos por essa Casa”, admitiu Joaquim Teixeira.

De acordo com o vereador, foi um orgulho homenagear “grandes líderes”, que têm dado tudo de si para fazer a obra de Deus. “Esses homens guerreiros e mulheres guerreiras não medem esforços e trabalham pela obra do Senhor com fidelidade e compromisso, com todas as forças”, acrescentou.

“Foi um momento de muita felicidade ao sermos reconhecidos por essa Casa, pelo vereador Joaquim Teixeira, por conta do trabalho que temos desenvolvido no município de Ji-Paraná”, reconheceu do pastor Claudemir Caetano Ferreira, presidente da CNIUDB.

“Hoje é um dia especial. Não é sempre que acontece um evento com esse (...). Um reconhecimento do poder público, por se tratar da CMJP, que é a casa representativa de nossa cidade, que são as autoridades[vereadores] mais ligadas ao povo”, apontou o pastor Sadraque Muniz, presidente da Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Ji-Paraná (IEADJIPA).

No entender de Sadraque Muniz, a homenagem aos pastores evangélicos é também a “voz da comunidade”. Segundo ele, ao se propor ouvir “o povo”, a CMJP reconheceu o trabalho que vem sendo desenvolvido pelos líderes religiosos no município de Ji-Paraná.  

A moção de aplauso é uma honraria proposta e aprovada em plenário pelos vereadores. Ela é concedida somente a pessoas ou entidade que se destacam por sua atuação social, esportiva, religiosa e política. Trata-se de um reconhecimento público da CMJP a todos que se dedicam à formação de uma sociedade ji-paranaense justa e igualitária.



Texto: Jairo Ardull

Foto: Paulo Baltazar