Últimas

Aplicativo para combater queimadas já está disponível para população de Ji-Paraná


A População de Ji-Paraná já pode baixar gratuitamente o aplicativo Guardiões da Amazônia. O App já está disponível para sistemas android e smartphone e está sendo utilizado em Ji-Paraná pela Secretaria de Meio Ambiente, Corpo de Bombeiros, Sedam, Defesa Civil, Bombeiros Civis e Polícia Ambiental, como um dos principais aliados no combate às queimadas urbanas no município.

Para baixar o Guardiões da Amazônia basta acessá-lo em qualquer loja virtual e fazer o download que ele será instalado no celular automaticamente. O App possui uma interface de fácil navegação, pois é auto explicativo e com ferramentas simples de serem utilizadas.


O Guardiões da Amazônia foi desenvolvido pela 17ª Brigada de Infantaria de Selva do Exército Brasileiro, e permite que a população faça a denúncia de queimada de forma identificada ou anônima, basta que o usuário tira uma foto do local onde que está havendo a incidência do fogo e envie pelo aplicativo.

Com o registro fotográfico, os órgãos de fiscalização e controle terão acesso as coordenadas geográficas exatas do local e poderão agir com maior eficiência para apurar e atuar os responsáveis pelo incêndio ou o proprietário do terreno.

Além de denunciar as queimadas, o aplicativo tem opções que permite ao denunciante registrar as proporções do crime ambiental; descreva observações e, o mais importante: o registro servirá como prova contra os responsáveis pelo fogo, uma vez que o banco de dados registrará a localização exata com latitude, longitude, e o tamanho da área que foi colocada em risco.

O lançamento do aplicativo aconteceu na noite da última sexta-feira (05), durante o encerramento da Semana do Meio Ambiente de 2020, durante uma teleconferência transmitida ao vivo pelas redes sociais, organizada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Instituto Federal de Rondônia (Campus Ji-Paraná).

Para Kátia Casula, secretária de Municipal de Meio Ambiente, o aplicativo será uma ferramenta muito útil de apoio aos moradores da cidade que sofrem muito neste período de estiagem do inverno amazônico, mas também será um suporte técnico importante para os profissionais que atuam no combate as queimadas.

“É uma ferramenta que já está sendo utilizada. Desde seu lançamento já foram 17 denúncias registradas e que estão sendo encaminhadas para os autos de infração”, comentou.

Assessoria