Últimas

Ji-Paraná inicia a segunda fase da Campanha Contra a Gripe


Inicia em Ji-Paraná nesta quinta-feira, dia 16 de abril, a segunda fase da Campanha Nacional Contra a Gripe. A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), vai imunizar até o dia oito de maio cerca de 3.800 pessoas que fazem parte do público alvo estabelecido pelo Governo Federal.

Fazem parte do grupo os profissionais das forças de segurança e salvamento, como policiais, bombeiros e funcionários do sistema prisional, detentos, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos que estão sob medidas socioeducativas, motoristas de transporte coletivo e portuários, caminhoneiros e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis como transplantados, obesos, diabéticos, hipertensos e doenças respiratórias, cardíacas, hepáticas, neurológicas, imunossupressão e portadores de síndromes como a Down, klinefelter e Wakany e outras trissomias.

Ao procurar uma das Unidades Básicas de Saúde para receber a dose, é preciso apresentar documento ou carteira de identificação profissional e prescrição médica no caso das pessoas com doenças crônicas.

A Semusa disponibilizará uma equipe que aplicará as doses no Segundo Batalhão da Polícia Militar para atender aos profissionais de segurança e detentos. O objetivo é diminuir o fluxo nas unidades de saúde.

Segundo o diretor da Divisão de Imunização, Jhones Mezacasa Pinheiro, o Ministério da Saúde fez uma alteração nesta segunda fase da campanha. Foram incluídos os caminhoneiros e motoristas de transporte coletivo e os professores que seriam imunizados agora foram transferidos para a terceira fase.

“Nós pedimos que essas pessoas não tenham pressa, vá aos poucos até as unidades, pois o município recebeu até agora duas mil doses da Central de Referência para Imunobiológicos de Porto Velho. Precisamos de mais 1800 para atender o público alvo da segunda fase. Estamos aguardando e pedimos calma, pois até o fechamento de toda a campanha, prevista para o final de maio, todos os grupos serão imunizados. Nós queremos evitar aglomerações nos pontos de vacinação para diminuir o risco de transmissão do coronavírus”, explicou Jhones Mezacasa.

Os idosos que não receberam a imunização na primeira fase da campanha podem procurar a unidade mais próxima da sua residência que serão vacinados. Os motoristas de aplicativo ou táxi não estão contemplados nesta fase, devido ao processo de entrega das vacinas pelo laboratório produtor e a indisponibilidade de quantitativo para atender a todos.

A terceira fase da campanha está prevista para o fim de maio e vai contemplar crianças de seis meses a cinco anos, gestantes, mulheres que tiveram filho até 40 dias e adultos de 55 a 59 anos.

As pessoas que fazem parte do público alvo que moram na área rural serão imunizadas na sequência. As datas serão divulgadas com antecedência pela Secretaria Municipal de Saúde.

Assessoria