Últimas

Selo Unicef: palestra para aproximar adolescentes das eleições


A Comissão Intersetorial em Defesa da Infância e Adolescência – CIPDIA, do Selo Unicef, trouxe na manhã desta terça-feira, 12 de novembro, para o Auditório da Secretaria Municipal de Educação (Semed), o chefe de Cartório da 3ª Zona Eleitoral em Ji-Paraná, Márcio da Silva Vicente, para falar sobre o fortalecimento da participação de adolescentes no Processo Eleitoral. Foram convidados, neste primeiro momento, representantes das escolas estaduais que ofertam o Ensino Médio.

Entre outros temas, Vicente explicou o que é necessário para que o cidadão possa ser eleitor e candidato; quais os direitos políticos do cidadão e como funciona o processo eleitoral.

O chefe de Cartório da 3ª Zona Eleitoral destacou a importância de aproximar o adolescente que já tem ou está prestes a completar idade eleitoral ao processo eleitoral, visto que 2020 é ano de eleições no Brasil.

“Nós da Justiça Eleitoral estamos procurando nos aproximar mais da sociedade. Foi muito importante essa iniciativa da Comissão em nos procurar e saber que alguns professores e representantes de escolas estão interessados em promover a cidadania dos adolescentes. Penso que a esperança do País está nos jovens e é através deles que podemos começar a mudar um pouco a situação do País, formando cidadãos conscientes, pessoas com conhecimento de política, de ética”, enfatizou Márcio Vicente.

Outro ponto importante lembrado por Vicente é o fato de o adolescente que já tem 16 anos completos ou a completar até o dia das eleições do próximo ano pode e deve procurar o Cartório Eleitoral para tirar o Título de Eleitor.

“Pela Lei Eleitoral, o jovem a partir de 16 anos já pode votar. O cadastro eleitoral do próximo ano se fecha por volta do mês de maio. Aquele jovem que tem 15 anos, mas que até o dia da eleição em 2020 completa 16 anos poderá fazer o título, mesmo tendo ainda 15 anos. Portanto ele tem estes últimos dias de 2019 e os primeiros meses de 2020 para fazer o alistamento eleitoral”, explicou Márcio Vicente.

Decom