Últimas

Obras do Esgotamento Sanitário de Ji-Paraná serão iniciadas


As obras para implantação do Esgotamento Sanitário de Ji-Paraná serão autorizadas na próxima sexta-feira (18), pelo Governador do Estado Marcos Rocha (PSL) e o Prefeito de Ji-Paraná Marcito Pinto (PDT), em  solenidade que contará com a presença de membros Bancada Federal e Estadual.

A solenidade registra um momento histórico para o município, uma vez que o os investimentos de mais de R$ 180 milhões, oriundos do Governo  Federal por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) é a obra pública mais importante já recebida pelo município.

Os investimentos preveem a construção de todo o sistema de coleta e tratamento de esgotamento, desde o recebimento das cargas poluentes, tratamento e a devolução da água tratada ao leito do rio Machado, no 2º distrito da cidade, em níveis ambientais aceitáveis; construção de uma Estação de Tratamento de Efluentes (ETE), estações de bombeamento e rede de coleta de esgoto em toda a cidade, para atender 70% dos domicílios do perímetro urbano.

A obra será executada por um consórcio composto pela empresa Construtora A Gaspar, do Rio Grande do Norte, e Pró-Aqua, de São Paulo. Ao todo serão construídos cerca de 400 quilômetros de rede de esgoto.

A obra era aguardada com grande expectativa pela população há muitos, já que a cidade possui apenas 2% de rede de esgoto. A luta pela implantação de um plano de saneamento básico, com drenagem urbana e manejo das águas pluviais na cidade, teve início ainda em 2013 quando a prefeitura elaborou todo o projeto.

O projeto de esgotamento sanitário foi elaborado pela prefeitura de Ji-Paraná e aprovado pelo Ministério das Cidades em 2017. E para isso, contou com o apoio de toda a bancada federal de Rondônia. Especialmente, dos senadores da época, senador Acir Gurgacz, Valdir Raupp (MDB) e Ivo Cassol, que articularam as adequações na fase final do projeto para aprovação.

O convênio entre a prefeitura de Ji-Paraná, o governo do Estado, a Companhia de Águas e Esgoto de Rondônia (CAERD), o Ministério das Cidades e a Caixa Econômica Federal foi assinado em junho do ano passado 2018.

De acordo com o senador Acir Gurgacz, que trabalhou em todas as etapas para elaboração, aprovação e implantação do projeto,  disse que esta é a maior conquista dos jiparanaenses. Um trabalho que envolveu muitas pessoas e instituições, e que trará um grande benefício para a saúde e qualidade de vida da população.

O prefeito de Ji-Paraná, Marcito Pinto (PDT), que coordenou a elaboração do projeto na época em que era secretário de Planejamento, destaca a importância da obra para a cidade e para a qualidade vida da população. “Trabalhamos neste projeto desde 2013, quando apenas 2% do esgoto da cidade era coletado”, detalha. “Essa obra é fruto de muitas mãos. Tivemos apoio do Governo do Estado, Governo Federal e de todos os membros da bancada federal e estadual, tanto desta legislatura como da legislatura anterior”, agradeceu Marcito.

Decom