Últimas

Dia da Árvore: Bosque Acolhedor beneficia moradores de quatro bairros

O Projeto Plantando Árvores e Colhendo Histórias, de Ji-Paraná, inaugurou no último sábado (21), no Dia da Árvore, o Boque Acolhedor, nome para uma área verde de cerca de dois hectares, localizada nas proximidades dos bairros Parque Amazonas, residencial Açaí, Novo Horizonte e São Bernardo.

O local que estava sofrendo danos com poluição e desmatamento, após ação de reestruturação, passou a ser um local de convívio e área comum entre os moradores. Todas as etapas da recuperação e reestruturação foram supervisionadas pela equipe, da secretaria Municipal de Meio Ambiente.  A área recebeu limpeza com a retirada de lixo e plantio de 60 árvores, identificação das árvores nativas e frutíferas, banco, mesas e trilhas.

A inauguração contou com a presença de moradores que durante toda a semana receberam visitas e informações para conscientização quanto aos cuidados com o meio ambiente. A intenção é que os próprios moradores ajudem a zelar pela área.

Entre as atrações, os visitantes fizeram passeios guiados pela trilha, houve a distribuição de mudas, lanche comunitário e gincanas. “Nós agradecemos a todos os nossos parceiros por nos ajudar nesta ideia. O apoio de cada um que fez esta ação ganhar tamanha proporção”, ressaltou a secretária de Assistência Social, Sonia Reigota.

Sobre o nome Bosque Acolhedor, a coordenadora de Assistência Social, Lidiane Tanazildo, ficou emocionada ao falar da escolha realizada pelas crianças e adolescentes da Casa de Acolhimento Adélia Francisca Santana, mantida pela Prefeitura Municipal. “Essa ideia surgiu destas crianças. É muito emocionante vê-los falar sobre a vontade de ajudar a comunidade e preservar o meio ambiente”, salientou.

A iniciativa inspirou instituições como a Secretaria Municipal de Assistência Social e Meio Ambiente, a Universidade Federal de Rondônia (Unir), o Sistema CrediSIS e o Lions Clube. O diretor do Sistema CrediSIS, Osvaldo Dias Fraga, falou sobre o patrocínio.

“O CrediSIS prima pelo 7º princípio do cooperativismo, de Interesse pela Comunidade. Somos um sistema que está em cinco estados e nos empenhamos para contribuir com o desenvolvimento destas regiões. Para nós é uma oportunidade participar destas iniciativas que agregam valor”, ressaltou.

Para o prefeito Marcito Pinto que esteve no local acompanhando as equipes da prefeitura, a ação desperta a importância de a sociedade participar de forma mais ativa na preservação do meio ambiente. Para Marcito, o Poder Público tem seu papel de oferecer condições e de fiscalizar, mas esta atribuição estatal não substitui o dever da sociedade de contribuir e de cuidar de um bem que é de todos.

Decom