Últimas

CrediSIS prioriza a proteção do investimento

Uma das tarefas mais difíceis no sistema financeiro está em mapear e controlar eventos que ainda podem acontecer. Essa minimização de imprevistos e a reação tempestiva são prioridades do Sistema CrediSIS.

Identificar os riscos de mercado, liquidez, crédito, estratégico e operacional resulta em uma configuração de ações para proteção do investimento do cooperado. Segundo Everaldo Oliveira, CRO (Chief Risk Officer) do Sistema CrediSIS, “é imprescindível falar sobre riscos e trata-lo com transparência em nossas negociações. Para isso, o CrediSIS possui uma estrutura de Gestão Integrada de Riscos especializada no monitoramento de riscos para proteger a saúde financeira de nossas cooperativas e cooperados”, destacou Everaldo.

O assunto é de tão grande importância que o Sistema CrediSIS realiza junto ao Sistema OCB/Sescoop o Summit Gestão Integrada de Riscos (GIR), que este ano de 2019, será em novembro.

Na primeira edição, realizada em 2018, contamos com a participação de mais de 120 dirigentes. De acordo com o idealizador do projeto, Claiton Cont, o evento surgiu de uma necessidade de aculturamento dos dirigentes. O público-alvo envolveu presidência, conselhos de administração e fiscal, diretoria executiva, gerência e agentes de controles internos.

DEPARTAMENTO

O departamento de Gestão Integrada de Riscos do Sistema CrediSIS foi criado a partir da resolução 4.557/17, do Banco Central (Bacen). A Gestão de Riscos propõe crescimento, sucesso e perenidade das instituições que praticam este modelo de gestão. Utilizando uma linguagem universal e aprimorando a cultura focada nos riscos, as instituições identificam, avaliam, mensuram, tratam, monitoram e revisam seus riscos e objetivos.

CrediSIS