Últimas

Campanha contra queimadas é lançada pela Prefeitura de Ji-Paraná

A Campanha de conscientização contra queimadas foi lançada hoje (3), pelo prefeito Marcito Pinto (PDT), em parceria com o Comitê de Combate, formado pela Polícia Militar Ambiental, Corpo de Bombeiros, Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia) e Obras e Serviços Públicos (Semosp) e Defesa Civil de Ji-Paraná.

Também participaram do lançamento da campanha, os vereadores Obadias (DEM), Du Galdino (PSDB), Izaias Arnica (PSB) e Marcelo Lemos (PSD)
Diversas ações de fiscalização e combate a queimadas estão previstas para os próximos 60 dias.

O objetivo é conscientizar as pessoas sobre os riscos que o fogo pode causar a saúde e ao meio ambiente. Várias peças publicitárias serão divulgadas na TV, rádio, jornais, redes sociais e sites de notícias, além de entrevistas com informações importantes sobre o combate a este tipo de crime ambiental.

Para o prefeito Marcito Pinto, a ideia é alertar as pessoas para que não coloquem fogo no lixo ou terrenos baldios. “É uma ação que visa garantir a segurança das residências e evitar acidentes causados pela fumaça e principalmente problemas de saúde das crianças e idosos, que acabam sofrendo mais com o ar poluído. O foco não é punir as pessoas, mas chamar a atenção da população para esta campanha”, disse o prefeito.

A preocupação da Prefeitura é por conta dos números de queimadas que tem aumentado em todo o estado de Rondônia. Em Ji-Paraná, segundo o Corpo de Bombeiros, já aumentou em 50% os casos, se comparado com o mesmo período do ano passado.

Segundo a secretária da Semeia, Kátia Casula, a Prefeitura iniciou em janeiro deste ano uma campanha de conscientização para limpeza de terrenos na área urbana. “Este tipo de ação, diminui os riscos de queimadas. Por isso, pedimos que população limpe os quintais e não coloque fogo. Temos equipes que estão fiscalizando e multando. As multas podem chegar até R$ 200 mil de acordo com a proporção do crime”, ressaltou a secretária.

A Prefeitura está realizando trabalhos de prevenção como palestras em escolas e empresas. Além disso, tem visitado os bairros onde há o maior registro de queimadas, como é o caso do Primavera, Duque de Caxias, Jorge Teixeira e Capelasso.

“Estamos aproveitando os espaços para falar sobre os malefícios que a fumaça causa. O Comitê tem feito um trabalho de porta em porta orientando os moradores sobre o assunto. Aquele lixinho queimado na frente das casas é altamente cancerígeno” explicou a secretária Kátia Casula.

O comandante da Polícia Ambiental em Ji-Paraná, o 1º Tenente Adlon Souza, destaca que tem feito fiscalizações na área rural e as penalidades não são brandas. “A multa é aplicada por hectare queimado, e se for floresta pode ser ainda maior. Sem contar as medidas penais prevista na lei nº 9605. A Polícia Ambiental está atuando em parceria com a prefeitura e reforça a responsabilidade de cada um em cuidar do meio ambiente e da saúde da população”, ressaltou. 

Decom