Últimas

6ª Olimpíada de Língua Portuguesa é lançada e recebe inscrições

Uma cerimônia com homenagens e muita emoção marcou o lançamento na última quarta-feira (20) da 6ª Olimpíada de Língua Portuguesa, no Auditório Guajuviras, do Centro Empresarial Itaú Unibanco, na capital paulista. O evento, segundo a organização, não tem o propósito de competição, mas promover um concurso de produção de textos de alunos em todo o país, com o apoio de seus professores.

A idealização é do Itaú Social e do Ministério da Educação, com a coordenação do com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), através do Programa Escrevendo o Futuro. As inscrições, por parte das Secretarias Estaduais e Municipais de Educação já estão abertas e, o prazo, expira no dia 30 de abril de 2019.

Em coletiva de imprensa, as porta-vozes da Olimpíada, apresentaram as novidades e o que se mantém, durante os próximos dois anos de trabalho pelo seu objetivo: aprimorar  as práticas de ensino de leitura e escrita em sala de aula. Por isso, são realizadas oficinas de produção de texto com os estudantes do 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio. Os textos devem versar, exclusivamente, ao tema “O lugar onde vivo”.

De acordo com a superintendente do Itaú Social, Ângela Dannemann, foi feito um grande movimento no ano passado para promover mais esta oportunidade em prol do Ensino. “Um trabalho conjunto é firmado. A edição segue bienal sendo que, entre um ano e outro há encontros com todos que fazem parte da ‘rede de ancoragem’ para fazer isso acontecer, principalmente, de professores e alunos sobre melhorias no processo como um todo”, enfatizou.

Categorias e Premiações 

Ainda como novidade está a inclusão da categoria “Documentário”, para os estudantes do 2º e 3º ano do Ensino Médio. Conforme as edições anteriores, as categorias “Artigo de Opinião” vai para o 3º Ano do Ensino Médio, “Poema” para o 5º ano, memórias literárias somente para o 6º e 7º ano e “Crônica” para o 8º e 9º ano.

Todos os professores interessados podem participar do concurso com o seu relato de prática, conteúdo em que expressará as suas experiências durante o desenrolar das oficinas. Os professores vencedores terão disponível uma imersão pedagógica internacional e viagem cultural e viagem cultural pelo Brasil aos alunos. A unidades de ensino dos alunos vencedores receberão acervo para reforço da biblioteca.

Homenagem

Já uma outra novidade apresentada foi o nome da escritora mineira e portadora de muitos títulos, Conceição Evaristo como a grande homenageada na Olimpíada 2019. Conceição, em seu discurso, ela ressaltou que, é preciso ler para escrever. “Um dos elementos que podem bloquear [a escrita] é a falta de leitura”.

Como se inscrever? 

A inscrição é inteiramente virtual. Para isso, é preciso acessar o site www.escrevendoofuturo.org.br/concurso. O período encerra em 30 de abril. A avaliação dos textos estão marcadas para ocorrer entre os dias 12 e 19 de agosto pela comissão escolar. Nas etapas Municipal e Estadual serão selecionados 569 estudantes e 443 professores na semifinal. em seguida, serão apresentados os finalistas da fase regional e, por fim, a lista de finalistas.

A Escuta de autores a cada edição da Olimpíada 

“Nós trabalhamos a cada edição para que o Programa seja um sucesso. Ele tem uma capilaridade imensa e, nós, alcançamos na última edição 98% dos municípios brasileiros. Um número significativo de professores e alunos! Isso causa uma diversidade bem importante, sendo um destaque também, neste período de execução, a escuta de seus autores: alunos e professores, que estão na base”, comentou Anna Hellena Altenfelder, presidente do Conselho de Administração do Cenpec.

Gargalho na Educação: Formação de Professores 

Mara Silvia André Ewbank, coordenadora geral de valorização, Saúde e Bem Estar dos Profissionais da Educação do Ministério da Educação (MEC), destacou que, o reconhecimento do trabalho com Políticas Públicas tem repercutido fortemente no que diz respeito a formação de professores. “A gente sabe que este é um grande gargalo do nosso país e temos muita coisa a ser feita. Vamos acompanhar todas as etapas desse processo e tem tudo para ser um grande sucesso esta nova edição”, complementou a representante do MEC.

*O repórter Etiene Gonçalves viajou a São Paulo a convite do Itaú Social.